quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Construindo o paladar infantil para hábitos saudáveis





Construindo o paladar infantil para hábitos saudáveis

O ser humano, por natureza, busca o prazer em sua rotina. No nosso corpo, sentir bem está ligado com substâncias como serotonina, endorfina e dopamina. Já foi relatado em estudo que fazer atividade física, estar com quem se ama, receber carinho, comer alguns alimentos como gordura, sal e açúcar e usar drogas lícitas e ilícitas (álcool, medicamento para depressão) aumentam a sua liberação.

O consumo moderado desses tipos de alimentos ou até mesmo do álcool não é um problema. Acontece que hoje estamos vivendo uma vida de maior abuso. É muito fácil comprar um doce na escola, é mais barato tomar refrigerante do que suco natural, então os alimentos que deveriam ser consumidos nos finais de semana, estão fazendo parte do dia a dia de muitas pessoas, inclusive crianças.

Sabemos que esse tipo de alimentação não é benéfica para nossa saúde. Então o que nós, mães, pais e familiares podemos fazer para que nossos filhos não sejam dependentes desses tipos de alimentos?

Até os 6 meses, o recomendado é nada de água, chás e sucos, somente leite do peito. Além de nutrir, imunizar e estreitar laços afetivos, o alimento materno deixa lições que a criança guarda para o resto da vida. Uma das mais importantes delas é a chamada autorregulação. Ao decidir quanto e quando vai mamar, o recém-nascido aprende a lidar com a saciedade, o que reduz e muito o risco de obesidade no futuro. A preferência por determinados alimentos e o controle de sua ingestão se dá por meio de um processo de aprendizagem que começa muito cedo. Acredita-se que a base dos hábitos alimentares seja formada já durante o primeiro ano de vida.

Nessa fase, seu filho também já começa a ter contato com os diferentes sabores dos alimentos. Isso acontece porque o gosto do leite muda conforme a dieta da mãe. Portanto, é absolutamente recomendável que a família siga uma alimentação balanceada, fugindo da monotonia.

Depois do 6° mês, devemos introduzir os alimentos sólidos, o que pode gerar estranhamento e estresse na criança. Leve isso em consideração ao colocá-la no cadeirão. Com o tempo, ela deve se render aos prazeres da comida, mas, até lá, tenha bastante paciência. Fuja dos modelos de recompensa e de ameaça. As crianças tendem a não gostar de alimentos quando, para ingeri-los, são submetidas à chantagem, coação ou premiação. Por outro lado, alimentos oferecidos como recompensa são os prediletos. Quer dizer, nada de festa se raspou o prato ou broncas porque cuspiu a comida. O ambiente deve ser o mais tranquilo e aconchegante possível na hora da refeição. O cansaço, a irritação e o nervosismo dos pais interferem no humor do bebê. Adotar horários fixos também é importante, assim o organismo dele vai se acostumando à rotina. Em geral, eles tendem a rejeitar alimentos que não lhe são familiares. Esse tipo de comportamento já se manifesta tão cedo quanto em bebes de seis meses. Porém, com exposições frequentes, os alimentos novos passam a ser aceitos, podendo ser incorporados à dieta da criança. Em média, são necessárias de oito a dez exposições a um novo alimento para que ele seja aceito pela criança. Muitos pais, talvez por falta de informação, não entendem esse comportamento como sendo normal delas e interpretam a rejeição inicial pelo alimento como uma aversão permanente ao mesmo, desistindo de oferecê-lo. Além de alimentar, as papinhas têm a função de formar o seu paladar e é preciso cuidado para que maus hábitos alimentares dos adultos não influenciem os pequenos.

Bom, hoje já é bem estudado e definido que a introdução de bebida alcoólica para menores que 20 anos leva a uma dependência maior do que quando introduzida depois dessa idade. Já o açúcar, a recomendação seria introduzir somente após o 2° ano de vida. Um dos motivos de adiar esse consumo é para não estimular muito o paladar para o doce. O bebê tem a preferência inata pelo sabor doce. Servir açúcar aumenta a predisposição do bebê ao alimento de sabor adocicado e limita o paladar. Assim, ele pode ter maior dificuldade em gostar do sabor original do alimento ou dos sabores mais amargos.

Mas se você é mãe ou pai sabe como é complexo ensinar uma criança a comer bem e de tudo. É necessário tempo e investimento. Antes dos 2 anos de vida a necessidade de introduzir açúcar na vida do seu filho é do ADULTO. Como o adulto sabe que o açúcar gera um prazer especial, ele quer proporcionar a criança. Mas os pequenos, antes do segundo ano de vida, não tem vontades específicas. Eles são alimentados e aceitam, na maior parte das vezes, os alimentos que são proporcionados.

Portanto, aquele docinho antes do segundo ano de vida não vai matar, mas pode prejudicar a educação nutricional. O que custa esperar? Quando a criança falar: por favor me de um brigadeiro, tio. Aí sim, é hora dele experimentar, antes disso, por quê?


domingo, 18 de setembro de 2016

Benefícios do Açafrão

Olá Queridos,
Vocês utilizam o açafrão da Terra? Ele fica delicioso no arroz, no frango, na sopa e até mesmo no suco. Se você ainda não aderiu a essa maravilha da natureza, saiba o que você está perdendo!


Benefícios do Açafrão

- Ação anti-inflamatória, melhorando sintomas como:
  • dor de dente, problemas na pele, parasitas e vermes, desordens digestivas, gengivite, infeções do trato urinário, flatulência
- Antitumoral, atuando em cânceres de:
  • mama, próstata, fígado, intestino, pulmão e pâncreas; diminuindo o crescimento das células cancerígenas aumentando a apoptose (morte das mesmas).
- Ativa sistema imunológico
  • Os macrófago das pessoas que foram tratadas com curcumina (uma das substâncias do Açafrão) melhoraram a habilidade de limpar as placas de mielina do cérebro. Sendo muito útil no tratamento da Doença de Alzheimer
- Potente antioxidante
  • Ele neutraliza os radicais livres e previne danos as células.
  • Além do mais a curcumina conseguiu reverter as mudanças bioquímicas que estão associadas com o envelhecimento do cérebro. Ela consegue, inclusive, se ligar a metais pesados como chumbo e cadmio. Diminuindo seus efeitos deletérios
- Como consumir no dia a dia?
  • Como a curcumina não é solúvel em água, somente em óleo, a melhor opção é combinar o açafrão com óleos saudáveis como azeite de oliva extravirgem ou óleo de coco extravirgem ou manteiga ghee,
  • Outra combinação interessante é com a pimenta preta, já que ela possui uma substância bioativa chamada piperina, que aumenta a absorção de curcumina em até 2000%,
  • O ideal é consumir a raiz fresca, misturada com óleo, desta maneira conseguimos aumentar a absorção em 7 a 8 vezes.
  • Você pode colocar ela ralada ou picadinha em sopas e molhos. Você pode colocar meia colher do pó para temperar legumes com pimenta e algum tipo de óleo antes de levar ao forno ou grelhar. Ou até mesmo fazer um chá de açafrão, com fatias finas da raiz e adicionando canela, cravos, gengibre.
  • Lembrando que o açafrão orgânico vai ter um maior efeito anticâncer.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

VOCÊ SE ENCONTRA NUMA SITUAÇÃO ESTRESSANTE? 5 ERVAS MEDICINAIS QUE PODEM TE AJUDAR!


1. Preocupações

Valeriana: Valeriana tem um efeito de equilibro e nos ajuda a processar experiências. É para pessoas que tem problemas em manter os pés no chão e ficam presos em seus pensamentos. Essa erva relaxa e libera os músculos, melhorando a tensão.

2. Excesso de carga no trabalho

Aveia: Esse “remédio” é principalmente para alguém sobrecarregado que está com insônia e pouco tolerante emocionalmente. A aveia acalma agitações internas e ajuda a harmonizar o sono reparador. Além do mais, ela é anti-inflamatória.

3. Muitos  afazeres ao mesmo tempo

Rhodiola Rosea: Rhodiola Rosea une as pessoas em seu ambiente. Nos ajuda a superar fases de muitos afazeres. Quando sentimos que estamos no nosso limite, ela ajuda a recuperar o foco. Ela reduz a ansiedade e é antidepressiva.

4. TPM

Yarrow (Aquiléia): Esta erva pode ajudar nos doloridos espasmos abdominais ligados com inflamação. Ele ajuda a diminuir cólicas menstruais (comece com o chá alguns dias antes do início do período) e é antibactericida, antispasmódico, anti-inflamatório, antifúngico e adstringente.

5. Pré exame ou apresentação

Lavanda: Lavanda nos ajuda a ser simples, direto e resiliente. Ajuda a purificar em todos os níveis, nos impede de desistir, e nos permite alívio depois de um ciclo de muito estresse, problemas no sono, e performance diminuída. Muitos estudos confirmam suas propriedades calmantes e soníferas.



sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Dieta de ratos machos afeta risco de câncer de mama na prole feminina

Olá Queridos,

Vi essa matéria na Revista FAPESP

Um estudo constatou, em modelo animal, que a dieta paterna pode induzir o câncer de mama na prole feminina.

Recebo muitas mulheres que querem engravidar ou que querem orientações durante a gravidez, mas confesso que nunca um HOMEM me procurou. Pois este estudo demonstra a importância de uma alimentação saudável de todos na concepção de um bebê.

Uma outra observação seria a de desmistificar que gordura faz mal e engorda. Temos excelentes fontes de gorduras (coco, abacate, azeite, óleo de peixe, castanhas) que inclusive auxiliam o emagrecimento e promovem saúde.

Veja a entrevista:

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Cappuccino saudável sem leite de vaca

Olá Queridos,

O frio está chegando e o nosso corpo pede bebidas quentes.

Para o café da manhã e lanche da tarde podemos utilizar café, chás e cappuccinos saudáveis!

Deixo uma receita de cappuccino sem leite de vaca que fica bastante saboroso!

Cappuccino saudável sem leite de vaca

Ingredientes:

  • 400g de leite de arroz em pó
  • 6 col de sopa de café solúvel (eu utilizo o orgânico da Native) peneirado
  • 2 col de sopa de cacau em pó 
  • 1 col de sobremesa de bicarbonato de sódio (ele ajuda a dar uma espuma no final do cappuccino) - opcional
  • 1 col de café de canela
Modo de preparo: 
  1. Misture todos os ingredientes
  2. Guarde em recipiente fechado hermeticamente
  3. Para 1 xic de água quente coloque 1 a 2 col de sobremesa.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

PETISCO DE GRÃO DE BICO

Quando o assunto é superalimento, o humilde grão de bico provavelmente não é a primeira resposta que aparece. Mas ele tem mais evidência cientifica que muitos alimentos.
O grão de bico está positivamente relacionado em estudos com diabetes, saúde do coração, saúde intestinal, colesterol e até mesmo perda de peso.
Um estudo em 1968 demonstrou que mesmo com dieta rica em gordura, o grão de bico conseguiu abaixar os níveis de colesterol sanguíneo de 206mg/dl para 160mg/dl. 
Segue uma receitinha bem interessante de grão de bico:

quarta-feira, 9 de março de 2016

Pão de Queijo de Liquidificador com Tofu

Olá,

Agora, com o Arthur, minha vida está uma correria... Tenho tido pouca disponibilidade de tempo para postar por aqui. Mas sempre penso em vocês. 

Quero compartilhar essa receita que além de deliciosa é muito prática! Ideal para pessoas que tem vida corrida (quem não tem hoje em dia, né?).

Ela pode ser dada para crianças ou bebês acima de 6 meses, também! O Arthur adora!


Receita de Pão de Queijo de Liquidificador com Tofu

Ingredientes:


  • 1 ovo
  • 1/4 xícara de óleo (uso o de soja orgânico)
  • 1/2 copo de água
  • 1 inhame cru pequeno 
  • 2 colheres de chá de sal (uso o sal marinho não refinado)
  • 1 xícara de polvilho doce
  • 1 xícara de polvilho azedo
  • 150g de tofu
  • 1 col de café de orégano
  • 1 col de café de alecrim
  • 1 col de chá de linhaça em grão

Modo de preparo: 


  1. Bata no liquidificador todos os ingredientes (comece pelos líquidos e depois acrescente os secos).
  2. Unte forminhas de empada com óleo. 
  3. Coloque a massa nas forminhas (pode colocar bastante massa que ela não derrama quando for assar). 
  4. Assar em forno médio, pré aquecido, de 30 a 40 minutos.

PS: Para o pão de queijo ficar mais aerado, acrescente 1 xícara de polvilho doce.




quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO

Desejo que vocês tenham um ótimo Natal, cheio de alegrias, harmonia e tudo que a nossa caixinha de sonhos nos faz acreditar.


Que esse Ano Novo que se aproxima seja uma porta aberta para novos sonhos, renovações de fé e muita paz para o nosso mundo.


Feliz Natal e próspero Ano Novo!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

The Diet That Has Just One Rule: A Doctor Explains (A dieta que só tem uma regra: Uma médica explica)



Bom Dia Queridos,

Semana passada li uma matéria The Diet That Has Just One Rule: A Doctor Explains (A dieta que só tem uma regra: Uma médica explica) e achei muito interessante traduzir para que vocês conheçam esse novo tipo de dieta! Foi escrita pela Dra. Amy Shah.


The Diet That Has Just One Rule: A Doctor Explains (A dieta que só tem uma regra: Uma médica explica) 

Hoje em dia, quando o assunto é dieta, temos muitas informações contraditórias. Excesso de carboidratos? Proteína insuficiente? Eu deveria ler os rótulos? Contar ou não calorias? Todas essas informações mais atrapalham do que ajudam a sua mudança de hábito.
Esse é o motivo pelo qual eu criei essa dieta que só tem uma regra. Não seria bem uma dieta e sim uma maneira de pensar para comer.
Evite comidas hiper-palatáveis (HP).
Antes de eu entrar em detalhes, vou começar com o fato que algumas comidas criam respostas neuroquímicas, biológicas e viciantes parecidas com drogas.
A indústria alimentícia tem essa informação e manipula os alimentos para que você coma mais, sinta menos satisfeito e fique viciado. O ganho de peso é muitas vezes relacionado com a perda de sinais internos de saciedade. Em outras palavras, você perde a capacidade de saber quando está cheio.
Portanto você come por prazer, você come para acalmar, você come por estar estressado ou por estar nervoso. Quando você perde essa sinalização interna você não sabe quando parar de comer.
As empresas no setor da alimentação sabem há tempos desse segredo dos alimentos hiper-palatáveis. Este artigo do New York Times relatou o teste de uma nova linha de Dr. Pepper (marca de refrigentante) em que Cadbury Schweppes realizou 3,904 degustações para ver quais combinações de sabor tornou mais HP.

O que são alimentos hiper-palatáveis?

São comidas que você não consegue parar de comer depois de apenas 1 porção. Ninguém acaba com uma travessa de maça numa sentada, mas somos capazes de acabar com 1 pacote de bolacha recheada.
Com uma comida HP é preciso muita força de vontade para comer somente 1 ou 2 ou 3. Batatinha chips, bolacha recheada, balinhas.... basicamente tudo feito numa fábrica ou vendido num pacotinho. A combinação de gordura e açúcar ou gordura e sal faz a comida HP.

Como agir?

Então, o que eu proponho é simplesmente evitar esse tipo de comida hiper palatável (HP). É na verdade um conceito muito simples; você pode até começar a dieta na sua próxima refeição. Se você se cercar de alimentos que não sejam HP, fazer escolhas certas vai ser mais fácil, e você pode reservar ocasiões especiais para consumir alimentos HP.
Alguns exemplos de comidas que você pode comer no lugar de alimentos hiper palatáveis:
  • Frutas
  • Vegetais frescos
  • Grãos cozidos
  • Batata assada
  • Aveia (sem açúcar ou conservantes)
  • Castanhas e sementes cruas e sem sal
  • Saladas
  • Sopas
  • Chocolate amargo (70% CACAU ou mais)
  • Iogurte (sem açúcar ou adoçante e sem corantes artificiais)
  • Queijo cottage
  • Ovos
  • Carnes (não curada)
  • Peixe selvagem

Cuidado: fique longe de molhos prontos cheios de açúcar

Eu ensinei minha mãe esse conceito há 2 semanas e ela disse que foi muito simples, que agora está mais consciente do poder desse tipo de comida. Inclusive, ela disse que hoje havia comido saudável o dia todo e que havia guardado uma comida HP especial para consumir de noite.
Eu acho que ela está conseguindo.

Dra. Amy Shah

Amy Shah, M.D. é certificada por duas universidades: Cornell, Columbia and Harvard. Ela ajuda pessoas muito atarefadas, como você, a melhorar sua saúde por tratar a raiz do problema.



segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Bolo de Maça Sem Farinha

Queridos,

Achei super interessante essa receita de bolo de maçã.

A única mudança que eu faria é a NÃO retirada da GEMA. Ela tem muitos nutrientes importantes para o cérebro.

A gema do ovo ajuda no desenvolvimento do cérebro pois é rica em colina, um elemento essencial da vitamina B, que está associada a uma melhor função neurológica e redução de inflamação. Ela pode ajudar a reduzir os efeitos da perda de memória em decorrência da idade avançada. Além disso, ela pode melhorar o resultado dos exercícios, manter bons níveis de colesterol ou apenas favorecer a saúde de seu fígado.

Durante décadas o ovo foi tratado como vilão, onde o seu consumo era condenado por ser rico em colesterol . Cientistas recentemente publicaram que não ha evidências que mostre alguma relação significativa entre o consumo excessivo de ovos e o colesterol !